quarta-feira, 31 de março de 2010

To remember everyday

Afogando Afrodite

Sêmen de Urano ou Espuma do Mar - Quanta imaginação




Não afogue Afrodite de graça. Tenha um motivo para que essa deusa infeliz morra. A Vênus, para os não tão íntimos romanos, é simplesmente a personificação do mal e de Narciso. Idolatrar esta deusa, cuja insígnia é a beleza e o amor, só pode ser feito de fato, se e somente se, você José, Maria e João, forem tão belos e perfeitos quanto a própria deusa e, se estiverem dispostos a labuta que é aceitar que alguém que estima, dê uma "puladinha de cerca", de vez enquando.

Esta deusa sem graça é a deusa dos cônjuges, é aquela que dá exemplo ao casamento (que contradição, kkkkk) ---> Casar + séc XXI= vai dar merd... (Os gregos tinham problemas sérios na época)
Afrodite era perfeita, não dava moral para ninguém e ainda traia... E chamam isso de deusa do amor, SEI...

Além do mais, acreditem, vocês devem, segundo as leis da própria Vênus, desonrar os respectivos cônjuges ou afiliados, pois assim serão amados.

Levando isto em consideração, traição, no contexto de Afrodite (e seus criadores) deixava de ser um fato desagradante para um fato costumeiro e explicável.

Amor, hein!
Portanto, para você que ainda acredita no amor e toda aquela bobagem que vem depois disso, não se contenha, Afogue Afrodite e seja feliz!

Por Metallica - Nothing else matters

Por One Eskimo - Kandi

Por ColdPlay - See You Soon




Então, você perdeu a fé
E nunca deveria tê-la perdido, nunca deveria tê-la perdido
Mas não se esforce tanto
Se você sempre escuta isso
Não responda.

Vestindo um colete a prova de balas
Com todas as janelas fechadas
Eu farei o melhor que puder
Te vejo em breve

Na lente de um telescópio,
E quando tudo que você quer é ter amigos,
Te vejo em breve.

Então, eles vieram por você,
Eles vieram competir com você
Eles vem competir com você,
Mas não se esforce tanto
Se você escuta isso,
Não responda.

Vestindo um colete a prova de balas,
Com todas as janelas fechadas
Eu farei o melhor que puder,
Te vejo em breve,
Na lente de um telescópio,
E quando tudo que você quer é ter amigos,
Te vejo em breve,
Te vejo em breve.

Por ColdPlay - Trouble



Eu estou vendo
Uma teia de aranha está enrolada em mim

Por ColdPlay - In My Place

Por ColdPlay - Clocks




Lar, lar para onde eu queria ir

Por The ColdPlay - Viva La Vida




Viva A Vida

Eu costumava dominar o mundo
Mares se agitavam ao meu comando
Agora, pela manhã, durmo sozinho
Varro as ruas que costumava possuir

Eu costumava jogar os dados
Sentia o medo nos olhos dos meus inimigos
Ouvia como o povo cantava:
"Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!"

Um minuto eu detinha a chave
Depois as paredes se fechavam em mim
E percebi que meu castelo estava erguido
Sobre pilares de sal e pilares de areia

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Os corais da cavalaria romana cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meu missionário em uma terra estrangeira
Por um motivo que eu não sei explicar
Quando você se foi não havia
Não havia uma palavra honesta
Era assim, quando eu dominava o mundo

Foi o terrível e selvagem vento
Que derrubou as portas para que eu entrasse
Janelas destruídas e o som de tambores
O povo não poderia acreditar no que me tornei

Revolucionários esperam
Pela minha cabeça em uma bandeja de prata
Apenas uma marionete em uma solitária corda
Oh, quem realmente ia querer ser rei?

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Os corais da cavalaria romana cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meu missionário em uma terra estrangeira
Por um motivo que eu não sei explicar
Eu sei que São Pedro não chamará meu nome
Nunca uma palavra honesta
Mas, isso foi quando eu dominava o mundo

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Os corais da cavalaria romana cantando
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Meu missionário em uma terra estrangeira
Por um motivo que eu não sei explicar
Eu sei que São Pedro não chamará meu nome
Nunca uma palavra honesta
Mas, isso foi quando eu dominava o mundo

segunda-feira, 29 de março de 2010

quinta-feira, 25 de março de 2010

Aii que lindo!!




Chega de saudade a realidade é que sem ela não há paz não há beleza é só tristeza e a melancolia que não sai de mim não sai de mim não sai...

Noches!



Cats



Ao vivo isso deve ser... fantástico

Gênios



Questions... - ? -




dreaming...

Clássicos Classe A

Uma canção Disney, pra não perder o costume!



"O Príncipe do Egito"

Clássicos

quarta-feira, 24 de março de 2010

domingo, 21 de março de 2010

Tonight, serve!

Por Aqualung - Brighter than Sunshine

Por Jet - Look What You've Done

Por Ray Charles - Georgia on my mind

Por Ray Lamontagne - Troble

Por Richie Havens - Hands of time



Se sentir que ela está te salvando, então deixe-a acariciar seus cabelos e protegê-lo em seu colo. Pois há muitas dúvidas, mas se a intuição disser que ir embora não é o melhor caminho, então é melhor que fique. Deixe-a se aproximar sem medo. O mundo mente demais e se não deixar, talvez estará jogando com as cartas do azar.
Não é se afastando que conseguirá o que quer. Nem mesmo é tentando se aproximar muito que alcançará o objetivo com êxito. É sim, agindo com parcimônia, carinho, de forma a não desequilibrar a balança, que trará para perto o que deseja.
Pode ser que esse mundo lhe engane dizendo que não deve seguir em frente, mas é bom lembrar que este é só um obstáculo e que superá-lo é necessário.
Se sempre que surgir uma oportunidade você desconsiderá-la acreditando haver algo melhor, então estará sempre evitando a vida. O medo de tentar só lhe impede de prosseguir. E quem vive sem medo, se é ele que lhe impulsiona a seguir? E se ficar, já sei que estará fadado ao esquecimento. Que como disse Vinícius de Moraes:

"A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.

A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.

O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre."

Quando ela lhe der carinho, retribua com sorriso. Sozinho não vai ter nada não. E a rua é sempre igual, já se sabes então. Mas se conheces a donzela, por favor lembre-se dela. Pois sem ela, mais tarde, quando precisardes, só o vazio e a traição lhe farão o caminho.

For the Brokin Hearts

Cantarolando