domingo, 25 de outubro de 2009

Frida Kahlo

Aquele que presa a luz
Estará gozando do próprio insucesso
Aquele que venera a escuridão
Viverá envolto de ilusões
Aquele que ama o medo
Nunca conhecerá a coragem
E aquele que não tem memória
Estará fadado ao esquecimento
/não demora

por Cys

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Música Medicinal

do filme: Ensemble, c'est Tout ou Enfim, juntos


A mesma de ontem

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Um ticket para te salvar

Reduzir! Reciclar! Reutilizar!

Novo Clássico Disney



O thrailer em português ainda está ruim de assistir, depende do computador, esse está melhor! Estréia 11 de dezembro no Brasil!

Mundo animal



MUNDO MUNDO
VASTO MUNDO
SE EU ME CHAMASSE RAIMUNDO
SERIA SÓ UMA RIMA
NÃO UMA SOLUÇÃO
(Carlos Drummond de Andrade)


... eu diria:
Se Manuel Bandeira não tivesse tido Tuberculose
Ou se Carlos Drummond de Andrade não tivesse conhecido o Sentimento do mundo
Seria menos frustrada e mais feliz

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Meu Mundo






Só há um jeito mesmo...

Assista>>> The Princess and the Frog

Menina 2



Ops!

sábado, 17 de outubro de 2009

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

She can't find a better man




Waitin', watchin' the clock, it's four o'clock, it's got to stop
Tell him, take no more, she practices her speech
As he opens the door, she rolls over..
pretends to sleep as he looks her over..
She lies and says she's in love with him, can't find a better man.
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man.
Can't find a better man
Can't find a better man
Ohh...

Talkin' to herself, there's no one else who needs to know; she tells herself..
Oh...
Memories back when she was bold and strong
And waiting for the world to come along...
Swears she knew it, now she swears he's gone
She lies and says she's in love with him, can't find a better man...
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man...
She lies and says she still loves him, can't find a better man...
She dreams in color, she dreams in red, can't find a better man...
Can't find a better man
Can't find a better man
Yeah...

She loved him, yeah...she don't want to leave this way
She needs him, yeah...that's why she'll be back again
Can't find a better man
Can't find a better man
Can't find a better man
Can't find a better...man...

De João Martins de Ataíde





Literatura de Cordel

(...) A beleza e o amor
têm poder absoluto,
na terra todo mortal
cada qual rende o seu
culto
pagando a estes dois
Deuses,
um verdadeiro tributo

Mas às vezes a beleza
sem sua soberania,
perde ante a inteligência
a sua supremacia:
fica o amor vacilando
nesta tremenda porfia (...)

-------------------------
O poder da inteligência

Alejandro Jodorowski



Alejandro Jodorowski é um eclético artista chileno que busca criar um mundo cultural e diverso inteiramente mágico e transformador.
Dirigiu filmes, peças teatrais, confeccionou histórias em quadrinhos e escreveu livros.
Atenção para: Psicomagia

Música Arte



Música Arte

Zé do Caroçode
(...)
Num serviço de auto-falante
No morro do pau da bandeira
Quem avisa é o Zé do Caroço:
Amanhã vai fazer alvoroço,
Alertando a favela inteira!
Ai! Como eu queria que fosse em Mangueira

Que existisse outro Zé do Caroço
Pra dizer de uma vez pra esse moço:
“Carnaval não é esse colosso…
Nossa escola é raiz, é madeira…”
Mas é morro do pau da bandeira

De uma Vila Isabel verdadeira
Que o Zé do Caroço trabalha,
Que o Zé do Caroço batalha
E que malha o preço da feira;
E na hora que a televisão brasileira

Destrói toda a gente com a sua novela,
É que o Zé bota a boca no mundo
Ele faz um discurso profundo.
Ele quer ver o bem da favela.
Está nascendo um novo líder

No morro do pau da bandeira…
Está nascendo um novo líder
No morro do pau da bandeira…
(Seu Jorge cantando “Zé do Caroço”)

De João Camelo de Neto Rezente


Literatura de Cordel


O amor quando se albergano peito do rico ou pobre

se torna logo um guerreio

com capacete de cobre

e só obedece a honra

porque a honra é mais nobre
Se o amor é soberano

a honra é sua coroa

portanto um amor sem

honra é como um barco sem

proa é como um rei destronado

no mundo vagando a toa

____________________

Entre o amor e a espada.

domingo, 11 de outubro de 2009

Adultas Crianças Not Down



Como conhecer uma mente tão perturbada? O que habita seus sonhos? O que habita em seus profundos pensamentos? Será a maior de todas as sinfonias, jamais tocada, jamais imaginada por nós "normais"? Seremos normais e eles apenas uma síndrome? Será que habita em suas viceras uma indolor canção, só por elas sentida, só por elas cantada? O que pode ser notado por detrás destes olhos amendoados? Convivem com o milagre da vida e o infortúnio receio da morte? Entendem isso? Será que os corações guardam energia para manterem-se firmes diante as enfermidades do convívio social? Quantos mais olhares terão que suportar para compreenderem o que lhe pedem? Seremos nós os incompreendidos ou apenas incompreensíveis? Serão estes frágeis frascos de porcelana apenas frascos? Ou por trás desta fragilidade aparente esconde o espírito insaciável e determinado de um samurai?
_Veja só, mentes perturbadas, pois obrigam seus sonhos a inventarem o que já existe, não tema. Somos assim meio loucos, meio fanáticos, meio injustos e claro, masoquistas, pois persistimos em vê-los de maneira racional e contábil, esquecemos que somos muito mais parecidos do que nosso preconceito gostaria de demonstrar. Mas, percebo que ainda assim sabem bem que vêem de outro modo este mundo encaixotado.
Reparo que nota as incríveis asas do rouxinol. Tão belo, tão raro, tão puro. Tamanha exuberância fascina. E nós somos só expectadores de sua fascinação. Na maioria, somos incapazes de percebê-los tal como são. Tal como deveria ser a vida!! _
(...)

Aí, a boca arrendodada prepara para receber o vistoso deleite maternal. Toma-lhe tudo, afoga-se de prazer sem conter-se um segundo.
Esta hora já está entumecido, mesmo assim esqueceu-se já. Quer outra vez.
Quando dorme, encolhe as pernas e agarra a manta enrroscando-se nela. Se sonha eu não sei, o que pensa tão pouco. O que sei é que gosto assim de os ver dormindo, perdidos nos devaneios que não posso imaginar.

Eu te entendo!

sábado, 10 de outubro de 2009

De Lauryn Hill - Everything is Everything


What is meant to be, will be
After winter, must come spring
Change, it comes eventually
(...)
It seems we lose the game,
Before we even start to play
Who made these rules?
We're so confused
Easily led astray


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

De Vivendo do ócio - Oh, Não!



Pensei que tudo iria mudar

mas me enganei

você ganhou dessa vez

Oh não! Agora eu já sei

sua tática de me prender pode falhar dessa vez

De Vivendo do ócio - Melhor pensar duas vezes


(...)e o troco vem todo em moedas
que você não pode trocar(...)
Acho melhor não, tenho amor as minhas mãos!

domingo, 4 de outubro de 2009

Sobre o melhor amigo do mundo!


Foi assim, em meio a uma perseguição sem objetivo, em meio a uma vida confusa e magoada, em meio à ilusão mais lúcida é que foi feito o maior dos milagres. Quando a esperança já havia se enegrecido e os olhos se fechado, na escuridão fez-se luz. De lá sairam todas as criaturas que cutucavam sem dó a espinha do desgraçado.

_A poeira foi levantada. Os olhos foram incomodados com aquele líquido salgado e sem cor. Eis que Ele se revelou.

O desgraçado havia a muito se esquecido da energia que o conduzia rumo ao sol. Depois de tanta dor, perdeu por completo a credulidade. Tudo não se passava de fatos científicos.

Mas é na dor que o mais fraco ora por misericórdia. Ele é forte, mas se vê fraco e incapaz.

Foi assim que Deus tocou seu ombro e ainda com os olhos fechados o fraco escutou. Tudo o que lhe aflingia Ele foi capaz de revelar. E por mais que fosse duvidoso, disse o que sentia. O fraco chorou feito criança. Lembrou-se agora daquela energia que o guiava. Quando se feriu na batalha da vida, resolveu que o melhor era cegar os olhos. O mundo já não lhe convinha como antigamente.

Assim, num dia cheio de acasos, concluiu o inalterável destino, nada acontece ao acaso. E melhor que isso, seu coração havia enfim secado. As lágrimas partiram. Era hora.

Perdoar não era o caso mais simples para o desgraçado. Ele sabia que deveria fazê-lo, mesmo que não houvesse sentido.

Não mais se sentiu só. Aquele dia quando ajoelhou-se na Igreja e pediu ajuda, uma generosa mulher tocou-lhe o ombro e contou-lhe que Deus o escutava e que ouviu suas preces. Que sabia que o desgraçado a muito não recorria à Sua compannhia, mas que o Amava.

O filho da mulher tinha o mesmo nome do desgraçado, que nem era tão desgraçado assim. Os olhos encheram-se de lágrimas, estava renovado.

sábado, 3 de outubro de 2009

Don't you boy?

Radiohead - High and Dry


two jumps in a week i bet you think that's pretty clever don't you boy.

flying on your motorcycle. watching all the ground beneath you drop.

you'd kill yourself for recognition. kill yourself to never ever stop.

you broke another mirror. you're turning into something you are not.

don't lead me high, don't lead me dry,

don't lead me high, don't lead me dry,

drying up in conversation you will be the one who cannot talk.

all your insides fall to pieces. you just sit there wishing you could still make love.

they're the ones who'll hate you when you think you've got the world all sussed out.

they're the ones who'll spit at you. you will be the one screaming out.

don't lead me high, don't lead me dry,

don't lead me high, don't lead me dry,

it's the best thing that you ever had. the best thing that you ever ever had.

it's the best thing that you ever had. the best thing that you had has gone away.

don't lead me high, don't lead me dry,

don't lead me high, don't lead me dry,

don't lead me high, don't lead me dry,

don't lead me high, don't lead me dry.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Cidade Maravilhosa



Rio 40 Graus
Discurso emcocionante do Lula - Nunca falou tão bem na vida!
...
...
Pelo menos por esse discurso, o presidente se superou, infelizmente não é sempre que ele acerta.




O Thrailler do Filme

De Vivendo do ócio - Fora, Mônica!

Escuta aqui sua maluca! Rapa daqui!
http://www.youtube.com/watch?v=deWo4euLFR8

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Dormindo Desperto

Ela estava tranquila, observava os pássaros ao longe plainar sob as nuvens que se iluminavam com os raios de sol. Era um dia cheio de sons, alguns ruídos estranhos, mas era um dia incomum. Estava tudo tão calmo que se podia ouvir até o inócuo pouso de uma libélula na água represada. Ainda era dia. Não tinha lembranças, desejos, sonhos para guardar ou experimentar. Estava despida de interferências. Apoiando uma das mãos sob a àgua, analisava sutilmente a sensação do intermédio entre tocá-la e exitar. Os pés rossavam o chão como que pesquisasse algo raro. Girou o corpo e tateou o solo, amontuou uma porção de terra que esfacelou apertando forte por entre os dedos. Ergueu-se e se apoiou numa rocha equilibrando com as mãos num dos galhos baixos. Um roedor passou rente seus pés e sumiu no mato.
Um solo imaculado que podia sentir. Sentir as pesadas pisadas que ela tinha. Ela não sabe, nem mesmo o solo porque dói.